Skip to content

É Possível Viver de Desenho?

viver de desenho

Você gostaria de viver de desenho? Como você se sentiria se ganhasse dinheiro fazendo algo de que você gosta?

Monetizar através dos desenhos é um processo gratificante. Parece impossível mas há inúmeros clientes (pessoas ou empresas) que buscam profissionais com aptidão para as artes. Não faltam oportunidades nesse mercado.

Tenho certeza de que já escutou algumas frases como:

“Desenho é pra criança”

“Quantos ganham dinheiro com desenho? Ninguém”

“Você está perdendo o seu tempo. Você devia procurar um emprego!”

Eu sei, dá medo! Não só pela incerteza da escolha, mas por estar cercado de pessoas que não o apoiam. Isso é angustiante e desolador! Entretanto, você é perfeitamente capaz de realizar o que deseja.

Nesse artigo, mostro a você tudo que precisa saber para vender seus desenhos.

Como Viver de Desenho?

como viver de desenho

Cansados do mercado tradicional, cada vez mais pessoas cogitam a ideia de aprender como viver de desenho. Os desenhistas tem muito talento em atuar com desenhos animados, artísticos ou caricaturas, por exemplo, mas não sabem por onde começar.

Quando você descobrir como funciona a indústria artística e em quais áreas você pode atuar, você ficará mais tranquilo e confiante de que as oportunidades existem.

#1 – Tenha um Portfólio

portfólio

Para trabalhar com desenho, você precisa divulgar suas obras. Afinal, por que as pessoas lhe pagariam se não tem a confiança de que seu trabalho é bom?

Por meio do portfólio, você terá provas de que seu ofício é sério, garantindo assim a confiança do seu pagador. Para causar um boa primeira impressão, selecione as melhores imagens que você já desenhou.

Uma dica: escolha as mais recentes pois foram aquelas que houve um progresso ao longo do tempo. Caso utilize as mais antigas, o seu cliente pode ver seus erros de iniciante, julgando-o erroneamente.

É perfeitamente compreensível que você se aprimore com o passar dos anos e que seus desenhos de um ano atrás não sejam tão bons como os mais atuais.

#2 – Divulgue-os nas Redes Sociais

redes sociais

Hoje as redes sociais estão pra dominar a forma como enxergamos as relações. De tal maneira, divulgue os desenhos em centenas de lugar onde a imagem é o fator principal. Atente-se para não sair atirando para todos os lados.

As redes que irei mencionar não são as melhores e nem exclusivas. A título de exemplo, cito as mais conhecidas e movimentadas no Brasil para que sua vida seja facilitada.

1) Instagram

instagram

Uma palavra resume o Instagram: HashTags (#)

Por meio das hashtags, as suas publicações se tornam visíveis para um público-alvo que curte os mesmos assuntos.

Ao criar um perfil voltado para o seu trabalho, você explorará a rede social atraindo seguidores fieis para seus desenhos. Uma característica interessante do nicho de desenho é que suas obras podem ser vistas por qualquer pessoa, independentemente da nacionalidade.

Em outras palavras, tanto um brasileiro quanto um americano podem curtir e comentar nas suas postagens, já que a imagem é o fato de atração. Conforme você ganha seguidores, mais curtidas ganha e, consequentemente, as chances da sua publicação viralizar são enormes.

Segue algumas hashtags:

  • #desenho
  • #arte
  • #ilustração
  • #drawing
  • #desenhoalápis

São incontáveis as possibilidades de divulgação, em inglês ou em português. Caso você fale a língua inglesa, ótimo.

2) Facebook

facebook

Há centenas de perfis pessoais ou fan pages que desenhos são expostos diariamente. Em uma rede com mais de 2 bilhões de usuários, o Facebook é uma rede a ser considerada na sua estratégia de divulgação.

Outra estratégia peculiar seria a exibição em grupos fechados onde o desenho seja um assunto em comum. Lembrando que existem moderações manuais de postagens, logo você deve exercer a política de boa vizinhança ao seu um estimulado dos desenhos alheios.

Faça uso de lives, que nada mais são do que vídeos ao vivo de profissionais contando a sua história ou realizando seus talentos ao vivo. Apesar de não ser tão conhecida assim, essa abordagem mostra o quão capaz você é.

#3 – Quanto Cobrar pelo Seu Desenho?

Ganhar dinheiro com desenho é estranho para muitos. Ainda mais quando você tiver que cobrar por eles.

Como estou falando de um trabalho legítimo, é normal você querer receber pela sua mão de obra artística. Precificar é uma habilidade que depender de alguns fatores

  • Valor x preço: o que você oferece de valioso é o que os seus clientes querem. A depender do porte da empresa, os preços são diferentes;
  • Troca por divulgação: empresas por muitas vezes lhe dão divulgação ao invés do dinheiro pelo seu trabalho. Para um iniciante, até soa interessante, porém a desvalorização do trabalho é certa;
  • Direitos pela propriedade: imagina que seu desenho faz sucesso. Você não ganhará na mesma proporção da divulgação. Para tal, cobre um percentual pelos direitos autorais da criação. Conheça um pouco sobre direitos autorais, assim você não é passado para trás.
  • Cobre uma parte adiantada: cobre um percentual antecipado na encomenda a fim de evitar clientes suspeitos e, no pior dos cenários, caloteiros 🙁

Ganhar desenhando não tem preço. Entretanto, isso não é desculpa para valorizar o profissional que você quer ser. Mais do que cédulas na conta, ele simboliza o valor do seu esforço e tempo em desenvolver artes únicas.

Nós queremos saber o que você mais curtiu neste texto, ou saber de alguma dica extra ou crítica sobre o que escrevemos. Deixe seu comentário, falando a sua opinião.

#4 – Recuse, se Necessário

Dizer não para quem está começando pode ser no mínimo contraproducente. Por outro lado, é necessário selecionar bem os trabalhos, ainda mais quando você perecer que ou o cliente é desagradável ou que você não entregará na qualidade que o seu pagador merece.

Um desenho mal feito, seja nas linhas seja nos brilhos, não agrada a ninguém. Faça a seguinte pergunta a si mesmo:

“Eu gostaria de divulgar essa imagem?”

Ao se profissionalizar, seu nome ficará conhecido no mercado. Não subestime o “boca a boca”. Você não vai querer ficar queimado como um aquele que não faz direito.

#5 – Discipline-se

disciplina

Esse conselho não serve só para desenhar melhor como profissional, mas para qualquer atividade. Mantenha-se disciplinado sobre a sua arte, entenda quanto cada desenho levará, os valores, prazos e clientes.

Viver de desenho, embora encantador, exige disposição e vontade. Logo, procure ferramentas que o auxiliem a cumprir com a sua demanda de trabalho. Não faltam exemplos na internet do que você pode encontrar, como a ferramenta Trello, responsável pelo controle da sua produtividade

#6 – Não Pare de Aprender

mudança

Ao trabalhar com desenho, nem sempre você desenhará só que lhe agrada, podendo, em algumas vezes, ser algo fora do seu nível de conforto. Conforme os pedidos chegam, manter o controle será mais difícil, cabendo a você dedicar um tempo a parte para estudar novos conceitos

Busque técnicas ou referências atuais. Você vence sempre: seu portfólio ganha em riqueza de conteúdo entregue e seu clientes percebem o quão versátil você é. Não se acomode e vá atrás das novidades.

#7 – Faça Contatos

contatos

É essencial conhecer, além do seu público pagante em potencial, outros profissionais da área. Apesar de serem seus concorrentes direitos, enxergá-los como parceiros de experiência é uma maneira de crescer como pessoa e como profissional.

Fora as redes sociais mencionadas, workshops e treinamentos online ou presenciais são ótimos para quem está começando. Você aprende a conhecer o mercado na prática, além de estreitar relações que podem durar muitos anos.

Não são poucos os profissionais atarefados que preferem indicar alguém de sua confiança a realizar um trabalho que não atenda as expectativas do cliente.

Conclusão: Viver de Desenho é Possível, Sim!

vivendo do desenho

Trabalhar com desenho pode ser gratificante. No início pode ser difícil dar seus primeiros passos, mas relaxe. Hoje em dia existem diversos profissionais que já passaram por isso e hoje auxiliam aspirantes a profissionais a viver de desenho.

Tanto é que mostro como Reginaldo Borges faz por meio de um trabalho maravilhoso. Clique abaixo e descubra mais detalhes

Então, vamos pra cima? Já escolheu suas melhores obras para montar um excelente portfólio? Agora está na hora de mostrar pra quem quer pagar. Espero que esse artigo o tenha estimulado a trilhar essa jornada.

Vale a pena!!!

Um grande abraço e bons desenhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comments (2)

Já não há necessidade de procurar emprego. Trabalhar online.

Responder

Obrigado Henry

Responder